Ransomware

0

Pesquisadores do Microsoft Malware Protection Center alertaram na última semana que cibercriminosos estão mudando o tipo de anexo malicioso usado em campanhas de envio do ransomware Locky.

Trata-se de um contra-ataque: as taxas de infecção com esse ransomware estavam sendo reduzidas gradualmente com a detecção e bloqueio de mensagens contendo anexos com a extensão .wsf (Windows Script File). Por isso os cibercriminosos estão optando por arquivos com extensão .lnk (arquivo de atalho) nas novas campanhas para evitar a detecção.

Comments are closed.